Restaurante é condenado em mais de R$250mil por queimadura em cliente

O funcionário do restaurante foi repor o líquido inflamável para manter os alimentos do buffet aquecidos. Ao despejar o líquido provocou uma explosão
que atingiu uma cliente que estava almoçando no restaurante.

A cliente teve 12% do seu corpo queimado. Ficou dias na UTI, passou por cirurgias e ainda terá de realizar novos procedimentos. Isso porque o rosto foi a parte mais atingida pelas queimaduras. Seu estado ainda demanda cuidados intensos e tratamento médico.

Em virtude dos danos sofridos ela processou o restaurante para ser indenizada pelos danos morais, estéticos e corporais.

O restaurante foi condenado a reembolsar os gastos com o tratamento médico, além de pagar as novas cirurgias que serão realizadas. Foi condenado também em danos morais e estéticos, e 12% de honorários de sucumbência. Um restaurante comum, como muitos desses que conhecemos, pela falta de perícia de um funcionário, teve um prejuízo superior a R$ 250mil.

Por isso é fundamental contratar um seguro de Responsabilidade Civil Geral
A vítima é indenizada pelos danos sofridos e o restaurante não “quebra” com a condenação.

Saiba como vender o seguro de responsabilidade civil.

Bar pode pagar mais de R$ 1 milhão por responsabilidade na morte de cliente

As empresas não costumam ter ciência sobre o alcance da responsabilidade. Por isso muitas delas não contratam uma apólice de responsabilidade civil.

Imaginam que uma simples cobertura de RC dentro da apólice de empresarial é suficiente para protegê-la em uma responsabilização por danos causados a terceiros. Quando explico que não é, e que não dá para pensar em uma cobertura de responsabilidade civil inferior a R$ 1 milhão, os corretores tentam me convencer que o restaurante é pequeno, com capacidade só para 10 clientes, portanto “não há risco”.

Esse evento que comento no vídeo, infelizmente é um caso real que comprova que qualquer estabelecimento precisa de uma apólice de responsabilidade civil a partir de R$ 1 milhão.

Em um caso desses o seguro será fundamental para a família da vítima e para o próprio segurado. Isso porque o seguro garante que haverá recursos financeiros para indenizar aqueles que foram prejudicados em virtude da responsabilidade do segurado. E para ele próprio, pois com ele não precisará vender o próprio restaurante para indenizar pelos danos causados. Manterá sua atividade econômica, provendo o próprio sustento e gerando emprego.

Para saber mais sobre o seguro de responsabilidade civil e aprender a vender do jeito certo com os limites adequados, acesse: https://www.vendaseguro.com.br/

O Carrefour estaria coberto no Seguro de RC?

A pergunta que eu mais recebi após o evento ocorrido no Carrefour de Porto Alegre é se ele poderia ser responsabilizado pela conduta dos seguranças e se o seguro de Responsabilidade amparia os danos da família da vítima.

Sobre a responsabilidade do mercado. Independentemente dos seguranças serem funcionários ou terceirizados do Carrefour, ele pode ser responsabilizado civilmente pela conduta deles. Pelo que foi divulgado eles teriam cometido homicídio (doloso ou culposo) e irão responder por suas condutas criminalmente. O Carrefour como é uma empresa, pessoa jurídica, não pode responder criminalmente e sim civilmente pelos atos de seus representantes e empregados.

Expliquei isso para que você entenda como funciona o seguro. Algumas seguradoras informam em suas condições gerais que a cobertura para a responsabilidade civil do segurado não será prejudicada quando ela for decorrente de um ato culposo ou doloso de seus empregados. Isto é, ainda que o colaborador tenha causado um dano corporal a terceiro em virtude de uma agressão física intencional, ainda assim o segurado estará coberto na apólice.

Isso porque não foi a “própria” empresa que praticou a conduta, e sim um funcionário, por isso algumas seguradoras mantém a proteção securitária nesses casos.

Mas essa situação merece alguns pontos de atenção:

1- Não são todas as seguradoras que amparam essa situação

2- Aqui estamos falando sobre o seguro de RC e não da cobertura de RC dentro do empresarial

3- Algumas seguradoras cobrem somente a responsabilização de atos praticados por empregados, ou seja, não cobre se for realizado por um terceirizado

4- Se o ato criminoso for praticado pelos sócios ou diretores do segurado não haverá cobertura

Esse é mais um exemplo da importância da contratação do seguro de responsabilidade e da necessidade de conhecer bem os produtos para contratar as condições mais adequadas para o seu cliente.

Saiba mais em: https://www.vendaseguro.com.br/

7 erros no seguro de responsabilidade

Sabe qual a diferença entre RC Prestação de Serviços em Locais de Terceiros e Operações?

Acha que todos os acidentes de trabalho estão cobertos no RC Empregador?

Verifica se todas as suas apólices têm cobertura de lucros cessantes e danos morais?

Quer entender melhor tudo isso? Entre agora e conheça o método Venda Seguro. Os argumentos que farão seu cliente querer contratar o seguro e tudo que você precisa saber sobre as coberturas certas para cada perfil de risco.

Inscrições abertas: Cyber, D&O, RCP E RCG

Pessoal, decidimos abrir uma turma extra esse ano para os nossos Cursos de Capacitação Técnica.

Em virtude da pandemia que provocou uma alta procura para os seguros de D&O, Cyber e RC profissional, bem como os inúmeros pedidos de vocês que estão querendo aproveitar esse momento para se capacitar: fizemos uma força tarefa para alterar nosso cronograma e oferecer cada curso a um valor acessível para TODOS.

Cada curso contém aulas técnicas que abordam desde a contratação até o sinistro. Com técnicas de vendas, argumentos, explicação sobre o risco (incluindo legislação), as coberturas (o que são e como funcionam na prática), es exclusões (quais são as que vocês devem se preocupar e se atentar para não dizer bobagens na hora da venda), a gestão da apólice e claro a regulação de sinistro.

Tudo isso por meio de vídeo aulas didáticas com acesso ilimitado por 1 ano! E uma apostila completa com os principais pontos abordados nas aulas para que vocês a utilizem como um manual de consulta no dia a dia.

Toda minha experiência de vendas, desenvolvimento do produto, resseguro, subscrição, jurídico e principalmente sinistro (onde o bicho pega de verdade) ali compilados para vocês de forma prática e acessível a todos.

O aprendizado de 14 anos compilado em horas para vocês!

Os cursos oferecidos são:

D&O

Cyber

RC Profissional

RC Geral

Como eu venderia RC Profissional, RC Geral e D&O para hospitais

Na próxima terça-feira, 14 de julho às 20h30min, farei uma aula aberta ao público no YouTube, com dicas de Como Vender os seguros de RC Profissional, RC Geral e D&O para Hospitais.

Há uma grande dificuldade de compreender os riscos de uma instituição hospitalar e quais são as apólices adequadas para sua proteção. Além disso, há sinistros em que será necessário avaliar as circunstâncias do evento para saber qual seguro vai cobrir. Como por exemplo o suicídio de um paciente: a causa pode ser uma falha profissional ou um problema de segurança na infraestrutura do hospital. Isso será explicado com mais detalhes na aula, com exemplos práticos.

E os diretores precisam ter um D&O ou a apólice de RCP e RCG do hospital é suficiente para protegê-los? São riscos diferentes. Sempre será necessário o seguro D&O, bem como o RCP e o RCG.

Terça-feira, vou explicar os riscos, as coberturas, os argumentos de vendas e os pontos de atenção na hora da contratação desses 3 produtos.

Não perca, essa aula não ficará disponível após a transmissão.

Clique aqui para se inscrever no canal e receber o lembrete 30 minutos antes da exibição da aula.