CURSO – SEGURO D&O

Tudo que você precisa para ser um especialista no seguro D&O

Nossa plataforma tem as ferramentas que você precisa para aprender os conceitos e como utilizar a apólice, comparar as diferenças entre as apólices das seguradoras e vender com os exemplos de casos práticos para todos os tipos de empresa (caso você não saiba, o D&O não é somente para gestores de bancos, empresas públicas e de capital aberto, os gestores de TODAS as empresas possuem risco, assista às aulas e descubra.  

Você vai aprender por meio de:

  • Vídeo aulas rápidas e didáticas: em poucos minutos os argumentos adequados para cada perfil de empresa. Aprenda os principais conceitos e veja como funciona na prática as coberturas do seguro. Também temos àquelas aulas para ajudar na orientação do segurado em caso de sinistro.
  • Exemplos reais de sinistro: Precisa de um exemplo ação contra administrador de empresa com menos de R$ 5 milhões de capital? Um caso concreto de acusação de homicídio culposo contra um executivo em virtude de acidente de trabalho? Vá para a reunião com o cliente preparado. Consulte nosso banco de dados com casos reais e tenha na ponta da língua os exemplos de sinistro de acordo com o perfil do seu cliente.

  • Comparativo de coberturas​: Evite problemas no sinistro. Antes de contratar o seguro, consulte nossas tabelas para identificar as vantagens e desvantagens de cada seguradora. Poupe horas de leitura de várias condições gerais, saiba em minutos qual é a melhor condição para o risco de cada segurado.

  • Grupo fechado no WhatsApp: Está na dúvida se o caso do seu cliente é uma expectativa e deve ser avisado? Precisa saber qual seguradora aceita uma demanda do seu cliente. Esclareça essas e outras dúvidas em pouquíssimo tempo com a especialista na área e ainda faça networking com profissionais do mercado por meio do nosso grupo fechado de WhatsApp.

CURSO – SEGURO D&O BÁSICO

CLF_logo
SEGURO D&O BÁSICO

Entenda os riscos aos quais os gestores estão sujeitos
Como funciona o seguro, quem e o que está coberto pela apólice
Quem processa os administradores?
Empresas menores não precisam do seguro D&O? Entenda por que todas as empresas possuem risco para seus executivos

Data: 26 de abril
Horário: Das 9 as 12hs
Local: Rua Professor Atílio Innocenti, 165 – Itaim Bibi
Investimento: R$ 299,00
Forma de pagamento: à vista no boleto bancário ou em até 5x sem juros no cartão de crédito.
Inscrições: Clique aqui – 12 vagas
Contato: (11) 99360.3292 – Thabata

PÚBLICO ALVO

Corretores de seguros e resseguros.
Profissionais das seguintes áreas securitárias: comercial; subscrição; produtos e; sinistros.
Advogados e escritórios de advocacia que assessoram segurados, corretores e seguradoras.
Profissionais de empresas que realizam a análise e regulação de sinistros.
Executivos e gestores que almejam conhecer uma possibilidade de proteção para seus atos de gestão.

COMPETÊNCIAS DESENVOLVIDAS COM A PARTICIPAÇÃO NO CURSO

• Compreender os riscos dos gestores, observando as necessidades específicas de acordo com o perfil de cada empresa e as correspondentes coberturas de seguro.
• Compreender quais pessoas estão amparadas pelo seguro – sócio e companhia são seguradas na apólice? É preciso nomear os executivos?
• Entender quem são os terceiros e de onde vêm a maioria das reclamações contra os executivos.
• Como funciona o pagamento de sinistro de uma apólice com cobertura mundial.
• Analisar uma situação real no noticiário, sob o aspecto de cobertura no D&O.
• Argumentos para convencer uma empresa em 10 minutos a contratar um seguro de D&O para proteger o patrimônio pessoal de seus executivos e reter talentos.

CONTEÚDO DO CURSO

Teste de conhecimento inicial
Para autoconhecimento, não é necessário compartilhar o resultado

Noções gerais
O que é seguro D&O
Objeto do seguro
Apólice a base de reclamação
Retroatividade ilimitada

Riscos dos administradores
Código civil
Tributário
Código de defesa do consumidor
Lei anticorrupção
Código Penal
Lei de falência
Trabalhista
Crime ambiental
Case Brumadinho: Qual o impacto no D&O?

Quem poderia reclamar de um ato de gestão
Quem são os terceiros? Quem processa os administradores?

Como contratar
Tomadora
Próprio Executivo

Segurado
Pessoas amparadas pelo seguro – É necessário nomear os segurados?
Temporalidade
Sócio é segurado na apólice de D&O?
A empresa (tomadora) é segurada na apólice de D&O?

Âmbito de cobertura
Mundial – Há indenização de sinistro em qualquer país?
Entenda qual o alcance do âmbito mundial de cobertura.

Entenda por quais motivos algumas tomadoras não contratam o seguro para seus executivos e como auxiliá-los a entender o próprio risco.

Teste Final
(Para autoconhecimento, não é necessário compartilhar o resultado)

 

INFORMAÇÕES GERAIS

  • Inscrição: a inscrição será efetivada somente após o envio do formulário e concluído o pagamento.
  • Certificado de conclusão: serão entregues em PDF por e-mail em até 3 dias úteis após o curso
  • Investimento: R$ 299,00. O pagamento pode ser realizado à vista por boleto bancário ou em até 5 parcelas sem juros no cartão de crédito. Está incluída a inscrição do curso, material de apoio e Certificado de Conclusão.
  • Não formação de turma: caso o número de inscritos não atinja o número mínimo para realização do curso, será efetuada a devolução integral do valor da inscrição. Não nos responsabilizamos por quaisquer outras despesas.
  • Atraso: tolerância de 20 minutos.
  • Cancelamento: até 2 dias úteis antes do curso haverá a restituição total do valor ou alteração para outra turma. Com menos de 2 dias úteis não haverá restituição ou possibilidade de alteração de curso.

 

Clique aqui para fazer sua inscrição. Vagas limitadas!

Dúvidas: (11) 99360.3292 – Thabata

CURSO – SEGURO DE RESPONSABILIDADE PARA HOSPITAIS QUAL PRODUTO CONTRATAR PARA CADA RISCO? (SP)

CLF_logoCURSO PRESENCIAL – SEGURO DE RESPONSABILIDADE PARA HOSPITAIS
QUAL PRODUTO CONTRATAR PARA CADA RISCO?

Data: 30 de abril
Horário: Das 9 as 12hs
Local: Rua Professor Atílio Innocenti, 165 – Itaim Bibi
Investimento: R$ 299,00
Forma de pagamento: à vista no boleto bancário ou em até 5x sem juros no cartão de crédito.
Inscrições: Clique aqui – 12 vagas
Contato: (11) 99360.3292

PÚBLICO ALVO

Corretores de seguros e resseguros.
Profissionais das seguintes áreas securitárias: comercial; subscrição; produtos e; sinistros.
Advogados e escritórios de advocacia que assessoram hospitais, segurados, corretores e seguradoras.
Profissionais de empresas que realizam a análise e regulação de sinistros.
Executivos e gestores os hospitais.

COMPETÊNCIAS DESENVOLVIDAS COM A PARTICIPAÇÃO NO CURSO

• Compreender os riscos de um hospital e de seus gestores, e qual o produto adequado para cada expectativa de cobertura.
• Como funciona na prática a cobertura do RC Geral e quais situações podem ter conflito com o RC profissional.
• Qual o alcance da cobertura do RC profissional e por que é indispensável sua contratação.
• Entender as necessidades específicas de gestores de hospitais e as peculiaridades de suas atividades
• Argumentos para convencer um hospital em 10 minutos a contratar os seguros de RCG, RCP e D&O para proteção da instituição e dos gestores.

CONTEÚDO DO CURSO

Teste de conhecimento inicial
(Para autoconhecimento, não é necessário compartilhar o resultado)

Qual o risco?
Código de Defesa do Consumidor:
Hospital – fornecedor de serviços
Responsabilidade Objetiva
Exemplo de Responsabilidade Objetiva
Qual seguro contratar para mitigar a exposição prevista no Código de Defesa do Consumidor
Exemplo prático – Decisão Judicial

Seguro de Responsabilidade Civil Geral
Objetivo do Seguro
Problemas nas instalações do hospital
“Conflitos” de cobertura com o RC Profissional.
Exemplo prático – Decisão Judicial

Seguro de Responsabilidade Civil Profissional
Objetivo do Seguro
Erro Médico
Exclusão para reclamações decorrentes da falha na gestão – D&O
Exemplo prático – Decisão Judicial
Infecção Hospitalar é considerado um erro médico? Há cobertura?

Seguro de Responsabilidade Civil Administradores – D&O
Objetivo do Seguro
Diretor Clínico e Diretor Técnico
Código Penal – Condicionamento de atendimento médico-hospitalar emergencial
Riscos D&O Hospitais – Crime ambiental
Cobertura de Erros e Omissões na apólice de D&O, ela substitui o seguro de RC Profissional?
Desconsideração da personalidade jurídica
Estudo de caso: Diretora clínica do Hospital Evangélico de Curitiba

Conclusão
Por que contratar os 3 produtos

Teste Final
(Para autoconhecimento, não é necessário compartilhar o resultado)

 

INFORMAÇÕES GERAIS

  • Inscrição: a inscrição será efetivada somente após o envio do formulário e concluído o pagamento.
  • Certificado de conclusão: serão entregues em PDF por e-mail em até 3 dias úteis após o curso
  • Investimento: R$ 299,00. O pagamento pode ser realizado à vista por boleto bancário ou em até 5 parcelas sem juros no cartão de crédito. Está incluída a inscrição do curso, material de apoio e Certificado de Conclusão.
  • Não formação de turma: caso o número de inscritos não atinja o número mínimo para realização do curso, será efetuada a devolução integral do valor da inscrição. Não nos responsabilizamos por quaisquer outras despesas.
  • Atraso: tolerância de 20 minutos.
  • Cancelamento: até 2 dias úteis antes do curso haverá a restituição total do valor ou alteração para outra turma. Com menos de 2 dias úteis não haverá restituição ou possibilidade de alteração de curso.

Clique aqui para fazer sua inscrição. Vagas limitadas!

Dúvidas: (11) 99360.3292 – Thabata

CURSO – SEGURO RCP ADVOGADOS

CLF_logo

CURSO SEGURO RCP
ADVOGADOS E ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA

Entenda os riscos aos quais esses profissionais estão sujeitos.
Como funciona o seguro, franquias, quem e o que está coberto pela apólice.
Como contratar e quais pontos de atenção devem ser observados.

Data: 29 de abril
Horário: Das 9 as 12hs
Local: Rua Professor Atílio Innocenti, 165 – Itaim Bibi
Investimento: R$ 299,00
Forma de pagamento: à vista no boleto bancário ou em até 5x sem juros no cartão de crédito.
Inscrições: Clique aqui 12 vagas
Contato: (11) 99360.3292 – Thabata

PÚBLICO ALVO

Corretores de seguros e resseguros.
Profissionais das seguintes áreas securitárias: comercial; subscrição; produtos e; sinistros.
Advogados e escritórios de advocacia.
Profissionais de empresas que realizam a análise e regulação de sinistros.
Profissionais de empresas que exigem a contratação desse seguro para advogados.

COMPETÊNCIAS DESENVOLVIDAS COM A PARTICIPAÇÃO NO CURSO

• Compreender o risco de um advogado, observando as necessidades específicas de acordo com o perfil de cada escritório/profissional e as correspondentes coberturas de seguro.
• Verificar qual a franquia/participação obrigatória adequada para cada perfil de risco.
• Atentar para as exclusões que podem restringir cobertura.
• Analisar corretamente as cláusulas de uma apólice para atender exigência contratual
• Argumentos para convencer um advogado em 10 minutos a contratar um seguro de RCP para proteger seu patrimônio e sua reputação profissional.

CONTEÚDO DO CURSO

Teste de conhecimento inicial
Para autoconhecimento, não é necessário compartilhar o resultado

Noções gerais
O que é E&O (RC Profissional)
Entendendo o risco com exemplos de falhas profissionais
A quais riscos os advogados estão sujeitos?
Preclusão
Prescrição
Peças Apócrifas
Revelia
Recursos Intempestivos
Recursos Desertos
Consultorias Equivocadas
Falhas no substabelecimento de outro advogado

Coberturas Básicas
Responsabilidade Civil Profissional
Quem define a Responsabilidade Civil Profissional?
Decisão judicial transitada em julgado
Decisão em procedimento arbitral
Procedimento administrativo
Acordo autorizado pela Seguradora
Perda de uma chance
Custos de Defesa – o próprio segurado pode se defender?

Segurado
Pontos de atenção à definição padrão de Segurado no RCP
Advogados associados e consultores estão cobertos na apólice?
E os advogados correspondentes?
Se os estagiários e outros funcionários sem OAB cometerem falhas, há cobertura na apólice?

Pontos de atenção
Territorialidade
Seguro para atender exigência contratual
Como o contratante (terceiro) preserva seus direitos – Quais documentos solicitar

Contratação do Seguro
Qual limite contratar
O risco é de frequência, severidade ou ambos?

Franquia
Diferença entre franquia e participação obrigatória
Como avaliar a franquia mínima ideal e ponderar custo X participação obrigatória

Questionário
Qual o impacto das perguntas na precificação do risco e franquia
A importância do correto preenchimento

Exclusões
Quais exclusões restringem cobertura

Teste Final
(Para autoconhecimento, não é necessário compartilhar o resultado)

INFORMAÇÕES GERAIS

  • Inscrição: a inscrição será efetivada somente após o envio do formulário e concluído o pagamento.
  • Certificado de conclusão: serão entregues em PDF por e-mail em até 3 dias úteis após o curso
  • Investimento: R$ 299,00. O pagamento pode ser realizado à vista por boleto bancário ou em até 5 parcelas sem juros no cartão de crédito. Está incluída a inscrição do curso, material de apoio e Certificado de Conclusão.
  • Não formação de turma: caso o número de inscritos não atinja o número mínimo para realização do curso, será efetuada a devolução integral do valor da inscrição. Não nos responsabilizamos por quaisquer outras despesas.
  • Atraso: tolerância de 20 minutos.
  • Cancelamento: até 2 dias úteis antes do curso haverá a restituição total do valor ou alteração para outra turma. Com menos de 2 dias úteis não haverá restituição ou possibilidade de alteração de curso.

Clique aqui para fazer sua inscrição. Vagas limitadas!

Dúvidas: (11) 99360.3292 – Thabata

Funcionários são presos ao tentarem furtar carga de carne avaliada em R$ 1,7 milhão – Tem seguro para isso?

Conforme notícia veiculada essa semana, funcionários foram presos ao tentar furtar R$1,7 milhões em carga de carne. Esse fato não é isolado, tampouco exceção na rotina das empresas. Pelo contrário, faz parte de um risco frequente das empresas, que sofrem desvios constantes e “imperceptíveis” no dia a dia, que quando somados, integram consideráveis valores.

Poucos sabem que existe um seguro para mitigar esse risco, e que além da mitigação auxilia a empresa na gestão e meios de fortalecer os controles internos.

É o seguro de fraude corporativa, conhecido no exterior como commercial crime.

Saiba mais detalhes no vídeo acima.

Notícia na íntegra

Quer receber nossa newsletter mensal com o resumo de notícias que exemplificam casos reais dos seguros de linhas financeiras?

Mande um e-mail para cursos@linhasfinanceiras.com

Debate: AS EXPERIÊNCIAS DA OPERAÇÃO LAVA JATO NO ÂMBITO DO SEGURO D&O

No próximo dia 29 de novembro a comissão de Direito Securitário da OAB promoverá uma mesa de debates sobre as experiências da operação Lava Jato no âmbito do seguro D&O. Evento importante para todos que trabalham com o seguro D&O e para àqueles que querem entender um pouco mais sobre a apólice de Responsabilidade Civil para Executivos.

Informações do Evento:

Expositores
Dr. DINIR SALVADOR RIOS DA ROCHA

Advogado; Membro da Comissão de Direito Securitário da OAB SP; Graduado em Direito e Mestre em Direito das Relações Econômicas Internacionais pela PUC SP; Mestre em Direito pela Universidade de Londres.
Drª. THABATA NAJDEK
Advogada; Graduada em Direito pela Universidade Municipal de São Caetano; Mestrando em Direito dos Mercados Financeiros e de Capitais no INSPER e Subscritora de Riscos de Produtos de Linhas Financeiras.
 FLÁVIO SÁ
Gerente de Linhas Financeira e Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Debatedora
Drª. DEBORA SCHALCH

Advogada; Presidente da Comissão de Direito Securitário da OAB SP; Graduada em Direito e Pós-Graduada em Direito Empresarial pela Universidade de São Paulo.

Inscrições/Informações
Mediante a doação de uma lata ou pacote de leite integral em pó – 400g, na recepção do evento.

***Vagas limitadas***

Data/Horário:
29 de novembro (terça-feira) – 10 horas

 

Local: 
Sede Institucional
Rua Maria Paula, nº 35 – Capital – São Paulo – SP

 

Inscrições

D&O -Presidente do Bradesco vira réu em ação penal

Mais um exemplo prático de D&O nos noticiários desta semana. O juiz da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, aceitou a denúncia feita pelo Ministério Público Federal contra o presidente do Banco Bradesco.

A denúncia fora baseada em elementos verificados na investigação da operação Zelotes da Polícia Federal. O executivo teria praticado corrupção ativa, com a negociação de propina para beneficiar o banco em processos na Receita Federal e no CARF. Estes processos seriam de aproximadamente R$ 4 bilhões em desfavor da instituição financeira.

Juntamente com o presidente, também são réus do processo: o diretor vice-presidente, o diretor de relação com investidores e um ex-integrante do conselho de administração do Banco; bem como 2 servidores da Receita, 1 ex-conselheiro do CARF e 2 advogados.

A investigação não teria provas da negociação direta do presidente do banco com os acusados, no entanto os procuradores do MP entendem que esse tipo de negociação não ocorreria sem a anuência do comandante da instituição. Ainda segundo a matéria publicada na Folha, a investigação identificou 3 frentes de negociação, todavia nenhuma delas se concretizou e a propina não fora paga.

A denúncia não caracteriza condenação contra os réus, haverá um processo criminal judicial para apurar a conduta individualizada de cada um e se de fato eles praticaram o crime de corrupção ativa. A apólice de D&O *cobre os custos de defesa criminal para que o executivo possa contratar advogados de sua confiança a fim de que estes utilizem todos os meios legais para defendê-lo. Se houver trânsito em julgado de condenação por crime doloso (corrupção ativa por exemplo), o executivo tem de devolver os valores de custos de defesa adiantados pela seguradora.

Essa notícia além de caracterizar um exemplo prático de *cobertura de custos de defesa criminal no seguro D&O também sinaliza a possibilidade de um provável crescimento de sinistros, uma vez que a operação Zelotes tende a fundamentar inúmeras ações penais contra executivos de diversos setores da economia.

*Cobertura geral do seguro D&O, no entanto poderá haver apólices com restrições de para assuntos e crimes específicos.

Fonte: Folha

Fonte: IG

 

 

Trio é preso suspeito de desviar R$ 100 milhões da CSN

Três funcionários de uma Siderúrgica foram presos nesta semana sob a acusação de terem desviado aproximadamente R$100 milhões da empresa. Eles trabalhavam na área de compras, utilizavam as informações das propostas de aquisições de materiais e forneciam a algumas empresas para que estas ganhassem a concorrência. Em troca destas informações privilegiadas, os funcionários recebiam percentuais dos contratos.

A própria empresa fez a denúncia ao Ministério Publico, e este investiga o esquema desde janeiro.

Este é mais um exemplo real de fraude de funcionários que poderia estar amparado por uma apólice de Fraude Corporativa (Commercial Crime).

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/03/trio-e-preso-suspeito-de-desviar-r-100-milhoes-da-csn.html

Fraude Corporativa – Empresas perdem 5% da receita com fraudes

A Association of Certified Fraud Examiners – ACT  publicou o Report to the Nations on Occupational Fraud and Abuse 2014, um estudo sobre as fraudes sofridas pelas empresas.

Abaixo estão destacados alguns números deste relatório. Mais informações podem ser verificadas no site da Associação: http://www.acfe.com/rttn.aspx

Perdas

Os valores perdidos com fraudes chegam a 5% da receita das Companhias.

Em média os valores desviados em cada fraude é US$ 145,000. Mas em 22% dos desvios, as perdas são superiores a US$ 1 milhão.

Uma estatística importante apresentada é a relação valores desviados/números de funcionários. As empresas “menores” possuem valores médios de desvio maiores. Companhias com mais de 100 empregados tiveram desvios médios de US$ 120,000, já as empresas com menos de 100 empregados têm desvios de US$ 154,000, ou seja a perda é 28% maior.

Duração

A duração média entre o início da fraude e sua descoberta é de 18 meses. Isso demonstra a baixa efetividade dos controles implementados pelas empresas.

Descoberta

40% das fraudes são descobertas por denúncias e destas, metade são feitas por funcionários da Companhia.

Empresas que possuem canais específicos para denúncia (hotline) detectam as fraudes 50% mais rápido, e costumam ter perdas 41% menores que as demais.

Quem é o fraudador

Quando pesquisado os cargos dos criminosos, fora verificado que sócios e executivos são responsáveis por 19% dos casos, com desvios médios de US$ 500,000. Empregados cometem 42% das fraudes e causam US$ 75,000 em perdas. Os gerentes cometem 36% das fraudes e desviam em média US$ 355,000.

Recuperação

58% das empresas não recuperam os valores subtraídos.

A recuperação total dos recursos desviados ocorre em apenas 14% dos casos.

Este tudo fora realizado com empresas americanas e asiáticas. Podemos imaginar que na América do Sul as fraudes sejam responsáveis por perdas bem superiores que as relatadas. Os fatores que nos leva a esta conclusão são diversos, tais como: cultura, falta de controle, fiscalização ineficiente e pouca sensibilidade à punição.

Neste cenário as seguradoras tem um papel fundamental, que vai muito além da oferta da apólice de Fraude Corporativa (Commercial Crime) para mitigação deste risco. Elas podem auxiliar a Companhia a conhecer suas próprias vunerabilidades e assim estruturar mecanismos de prevenção diminuindo consideralvemente a ocorrência destes desvios.

Você conhece o seguro de Fraude Corporativa?

Imagino que a maioria das pessoas responderia a esta pergunta negativamente.

Apesar de ser um produto bem completo, com coberturas que protegeriam um significativo risco das empresas ele não é muito conhecido.

O seguro de fraude corporativa tem o objetivo de oferecer cobertura à Empresa (Segurado) dos prejuízos causados pela “desonestidade” de seus colaboradores, ou seja, cobre os prejuízos financeiros causados pelo furto, roubo ou apropriação indébita de seus funcionários.

Infelizmente sabemos que este é um risco que todas as companhias estão sujeitas e muitas delas desconhecem a possibilidade de contratar uma apólice para a devida proteção.

No mês passado, o site www.administradores.com.br publicou um artigo sobre as fraudes com boletos eletrônicos. Neste texto são mencionadas duas formas em que esta fraude é praticada; e uma delas é realizada por funcionários da própria empresa emissora do boleto. Esta situação é um exemplo de “desonestidade” do empregado, que poderia ter seu risco mitigado com a contratação de uma apólice.

http://www.administradores.com.br/artigos/tecnologia/seguranca-da-informacao-como-arma-para-evitar-fraudes-em-boletos/83423/