Como contratar um seguro D&O

Seu cliente precisa contratar uma apólice D&O e pediu sua ajuda. E agora? Como solicitar a cotação? Quais seguradoras têm esse produto? Quais são os documentos necessários? O que observar nas propostas?

Fique tranquilo, com nosso curso online você saberá todas essas respostas em 5 minutos!

Para acessar esse e mais de 30 cursos, clique aqui e assine agora! São 3 dias gratuitos!

 

 

Alteração de risco no seguro D&O

As pessoas se atentam aos procedimentos necessários para contratação da apólice e ao aviso de sinistro, mas será que são as únicas oportunidades durante a vigência da apólice em que a seguradora deve ser contatada?

Muitos desconhecem as situações que caracterizam uma alteração de risco, ou uma operação, ambas nomenclaturas de uma cláusula que relaciona situações em que o segurado deve notificar a seguradora para que essa tenha conhecimento da alteração do risco.

Essa alteração, após análise da seguradora, pode não gerar qualquer modificação na apólice, pode ocasionar uma cobrança adicional de prêmio ou até o término de cobertura para novos fatos geradores.

Quer saber mais sobre o assunto e entender como é aplicada a cláusula de alteração de risco na apólice D&O? Assista nosso curso online de onde e na hora que tiver disponibilidade.

Comece a estudar agora! São 3 dias gratuitos para testar a plataforma. 

Curso: Penhora online no seguro D&O

Se bloquear R$3 milhões da conta do executivo, basta que ele tenha a cobertura de penhora online para a seguradora realizar o reembolso desse valor?

Entenda a aplicação de franquia e como é efetuado o adiantamento para o segurado. É pelo valor, pelo salário ou mediante a comprovação das despesas?

Veja o que acontece quando o valor é desbloqueado, o segurado precisa restituir os valores à seguradora?

Há período máximo para utilização da cobertura?

Fique expert na cobertura de penhora online e descubra os diferenciais de cada seguradora em 5 minutos! Esse curso inclui quadro comparativo.

Inscreva-se e comece agora a se especializar no seguro D&O!

Seguro RCP – Instrumento de proteção para profissionais e oportunidade para o corretor

As seguradoras possuem vários seguros para proteção dos mais diversos riscos existentes no dia a dia das pessoas e das empresas, no entanto os seguros massificados – auto, vida, residência entre outros – compõe quase que a totalidade dos seguros comercializados pela maioria dos corretores.
Isso mostra que há uma grande oportunidade de crescimento do faturamento do corretor com seus próprios clientes, uma vez que ele tem o elemento mais importante para realizar uma venda: o relacionamento com o cliente.
Mas só o relacionamento não é suficiente, é preciso mais que isso para ter sucesso na conversão de novas apólices. Vamos escolher um produto que cresceu muito acima dos percentuais da economia nos últimos anos e mesmo com o aumento da crise econômica, a contratação não diminuiu. Existe esse produto? Sim! O seguro de responsabilidade civil profissional – seguro para proteger o patrimônio pessoal dos profissionais liberais e das empresas prestadoras de serviço em virtude de reclamações de terceiros por falha profissional. E agora a principal pergunta, como posso oferecer um produto que pouco ou nada conheço? É mais simples que você imagina:
1 – Estude o perfil do cliente
Veja qual a profissão daqueles que são pessoa física e qual é o tipo de atividade das pessoas jurídicas prestadoras de serviços. Nesse exercício você irá identificar advogados, contadores, médicos, dentistas, veterinários, engenheiros, arquitetos, notários, agências de turismo, clínicas, escritórios e etc.
2 – Identifique os riscos que os clientes não sabem que têm
O que muitos dos seus clientes não sabem é que estão sujeitos ao risco de sofrer redução de seu patrimônio pessoal, em caso de responsabilização por falha profissional. No caso de médicos, por exemplo, falha no diagnóstico, responsabilização judicial e ética e até danos estéticos podem gerar questionamentos e pedidos de reparação na justiça. Os advogados podem ser obrigados a indenizar um cliente que alegue falha na prestação de serviços. Outro exemplo são as agências de turismo que podem ser responsabilizadas por danos ocorridos na hospedagem, passeios e até pelos prejuízos causados a seus clientes em virtude de um atraso no voo.
3 – Ofereça o seguro, com a abordagem certa e os melhores argumentos
Seus clientes também não sabem que podem se proteger facilmente contra os riscos do exercício da profissão ou atividade empresarial com a contratação de um seguro de Responsabilidade Civil Profissional, que garante indenização por danos causados a terceiros por conta de algum erro acidental na prestação de serviço. Mas a abordagem deve ser personalizada de acordo com a atividade do seu cliente. Dê exemplos de situações que podem acontecer naquele segmento. Para um advogado exemplifique uma perda de prazo para o engenheiro um erro de projeto, para a agência de turismo uma reserva de hotel que no dia do check-in do cliente não é realizada. Quanto mais argumentos específicos você utilizar, maior a chance do cliente se identificar com um deles e entender que ele tem o risco, e basta a contratação do seguro para ficar protegido.

4 – Saiba como obter o conhecimento necessário para vender mais
A esta altura, você deve estar se perguntando como entender melhor o seguro de RC Profissional, ter todos esses exemplos específicos e ainda conhecer todas as coberturas do seguro, para abordar o cliente da forma certa e com os melhores argumentos. Basta que você dedique poucas horas com cursos sobre o assunto. Você pode estudar em um curso presencial ou em cursos online. No curso “Tudo sobre Responsabilidade Civil Profissional”, oferecido pela LF Cursos, você aprenderá sobre todas as coberturas, como e onde contratá-las e, ainda, será instruído sobre os argumentos de vendas para cada atividade profissional.

Inscreva-se nos nossos cursos online e tenha acesso a todo conteúdo ilimitado! 

Clique aqui para ver a relação completa de cursos.

Falência no seguro D&O

 

O que acontece em uma apólice de D&O vigente quando o tomador fali?

Será que ele precisa avisar a seguradora? Quais as consequências dessa situação, perde cobertura? restringe cobertura? Nada acontece?

E a cláusula particular de falência? Aumenta ou diminui o alcance de cobertura? Com funciona na prática?

Ficou confuso? Esclareça tudo nos cursos: alteração de risco e cláusula particular de falência nos nossos cursos online em 10 minutos.

Inscreva-se aqui!

 

Advogado não é responsável pelos atos do colega substabelecido

Vamos começar traduzindo o “juridiquês” do título do post.

Primeiro vamos entender o que é o substabelecimento. Quando o advogado é contratado, ele recebe uma procuração de seu cliente. Essa procuração, na maioria das vezes, permite que o advogado “repasse” (substabeleça) seus poderes de representação a outro advogado, para que esse também possa atuar em nome do cliente.

Nesse caso, um advogado fora contratado e substabeleceu sua procuração a uma colega que passou a atuar diretamente na ação judicial, participando inclusive do acordo que encerrou  tal ação.

A advogada recebeu em sua conta bancária a totalidade dos valores referente ao acordo e não transferiu toda a parte que era devida ao cliente.

Diante da apropriação indébita dos valores, o cliente processou o advogado contratado que repassou a procuração e a advogada que se apropriou dos valores.

O Tribunal de Justiça do ES entendeu que havia responsabilidade do advogado contratado pela culpa in elegendo, uma vez que a advogada escolhida por ele atuou de forma imoral. No entanto, o Superior Tribunal de Justiça, reformou tal decisão e entendeu que ele não poderia ser responsabilizado, pois no momento do substabelecimento ele desconhecia a inaptidão técnica ou moral de sua colega, portanto não agiu com culpa.

A condenação fora mantida somente contra a advogada que cometeu o ilícito.

A decisão final fora positiva para o advogado, entretanto ele teve custas recursais e possivelmente com honorários advocatícios (contratação de outro advogado para defendê-lo) até o STJ (em 3 instâncias). Com certeza houve gastos consideráveis para realizar sua defesa.

Ainda que ocorra uma absolvição, o profissional sofre prejuízo financeiro para se defender e é por isso que ele deve ter uma apólice de RC Profissional.

Esse seguro cobre indenizações por danos causados no exercício da profissão, bem como todos os custos de defesa.

Quer saber mais sobre o seguro?  Estude de qualquer lugar com os nossos cursos online! 

Acórdão na íntegra

 

Seguro de prática trabalhista indevida

Existe apólice para proteção de reclamação de assédio sexual de empregados contra o empregador?

E o assédio moral, aquelas condenações coletivas de danos morais, há como se proteger?

Reclamações de verbas rescisórias trabalhistas: horas extras, adicional de insalubridade, FGTS, férias estão cobertas nesse seguro?

Sabe todas essas respostas? Não?!

Esclareça essas e muitas outras dúvidas em 30 minutos com o curso Seguro de Práticas Trabalhistas Indevidas!

 

PROGRAMA DO CURSO

Vídeo Aulas

Material de apoio – Condições Gerais

Emissão de certificado

 

VÍDEO AULA 1

Introdução

Quem é segurado na apólice

 

VÍDEO AULA 2

Explicação da cobertura oferecida pelas principais seguradoras

O que é prática trabalhista indevida amparada no seguro

Como funciona as coberturas para:

Assédio Moral

Assédio Sexual

Ambiente de Trabalho Hostil

Discriminação

 

VÍDEO AULA 3

Conclusão

 

MATERIAL DE APOIO

Condições gerais atualizadas protocoladas na SUSEP dos produtos objeto análise do curso.

Clique aqui e saiba o que cobre e como vender o seguro de prática trabalhista indevida.