Essa série vai te deixar rico

Tenho uma excelente notícia para você!

Todas as aulas da Semana do RC Médico estão liberadas para você maratonar!
São mais de 5 horas de Curso Gratuito te ensinando o passo a passo para vender seguro RC Profissional para Médico e ainda te dando toda a estrategia e por quais especialidades começar.

Atenção: As aulas ficarão disponíveis somente até domigo 09/05, então se programe para assistir o quanto antes.
Como diz nosso grande filósofo Zeca Pagodinho: Camarão que dorme a onde leva

Faça como o Deusmar que já vendeu sua primeira apólice colocando em prática o que aprendeu nas aulas.

Segue abaixo o link para você assistir o Curso Completo da Semana do RC Médico

Clique aqui para assistir agora

Homem é preso por maus tratos por erro em laudo médico

Uma criança foi levada pelo padrasto e pela mãe ao hospital, pois estava tendo convulsões.

Lá a equipe médica fez o diagnóstico de maus tratos, pois a menina de apenas 2 anos apresentava vários hematomas pelo corpo. Os policiais foram chamados e o padrasto foi preso em flagrante.

Horas depois, foi verificado por outra equipe médica que a criança estava relamente tendo várias convulsões e tinha grave quadro de pneumonia e que os hematomas eram decorrentes dos movimentos da convulsão. O tratamento correto foi iniciado, no entanto a criança morreu poucos dias depois.

O laudo necroscópico confirmou como sendo a pneumonia a causa da morte e que não havia sinais de maus tratos. 

O padrasto ficou 133 dias preso por um erro da primeira equipe médica que o acusou equivocadamente de MAUS TRATOS.

Nesse caso podemos perceber o imenso dano moral causado

Nesse exemplo real a primeira equipe médica diagnosticou equivocadamente o quadro clínico da criança. Veja que o erro não foi de 1 médico, foi de uma equipe.
Ao trocar o plantão, a outra equipe médica alterou e descobriu a verdadeira causa dos hematomas e a penumonia que causou a morte de criança.


O padrastro ficou 133 dias preso sob a acusação de maus tratos a uma criança de 2 anos. É inegável o dano moral causado por esse erro.


Isso prova que médicos que realizam somente tratamento clínico (não fazem cirurgia) também têm risco e precisam de uma apólice de Responsabilidade Civil Profissional para que possam exercer a medicina sem comprometer o patrimônio pessoal.

Clique aqui para saber quais são os riscos de um médico e como vender seguro de responsabilidade civil profissional para eles com o Venda Seguro.

Mulher retira parte da mama devido a erro de laboratório

Após realizar exames no laboratório a mulher foi diagnosticada com câncer de mama. Em virtude do diagnóstico foi submetida a uma cirurgia para retirada de parte do seio e da axila e, em seguida, encaminhada para tratamento de radioterapia.

Encaminhou o resultado para um médico especialista do Hospital do Câncer que suspeitou da inexistência da doença e solicitou as lâminas utilizadas pelo laboratório. Após a análise, verificou que ela não possuía câncer.

Diante do erro do laboratório que causou danos morais e estéticos ela o processou.

A decisão judicial foi muito clara sobre a obrigação de resultado e a responsabilidade objetiva nesse tipo de prestação de serviços. Isto é, o resultado do exame deve ser correto, não há margens para erro. E ainda que a interpretação seja complexa, se houver equívoco o laboratório terá a obrigação de indenizar.

Nesse caso a condenação foi de R$ 100mil pelos danos morais e estéticos inegavelmente causados.

Como a obrigação é de resultado e a responsabilidade dos laboratórios é objetiva, é de extrema importância para a gestão do risco deles que seja contratado um seguro de Responsabilidade Civil Profissional.

Na próxima terça-feira vou te explicar os demais riscos dessa atividade com vários exemplos de sinistros, vou ensinar como vender com os argumentos certos e quais coberturas você deve contratar. Participe e ajuda os laboratórios a realizarem a gestão do risco de responsabilidade.

Clique aqui para se inscrever para a aula ao vivo e gratuita!

Médico é processado por retirada de baço em cirurgia de redução de estômago

A paciente procurou o médico e, em análise ao quadro clínico dela foi indicada a cirurgia de redução de estômago.

Durante o procedimento cirúrgico houve uma lesão no baço com intenso sangramento, sendo necessário a remoção do baço da paciente para conter a hemorragia.

A paciente processou o médico alegando a ocorrência de falha profissional no procedimento cirúrgico realizado. Na perícia judicial foi apontado que o excesso de gordura e a aderência são riscos desse tipo da cirurgia de redução de estômago. E que o médico seguiu todo protocolo esperado, portanto não houve falha profissional.

A ação foi julgada improcedente. A paciente recorreu e o tribunal manteve o entendimento que não houve erro médico.

Observe que nesse caso o médico não errou e mesmo assim ele teve de contratar advogado e pagar custas judiciais para provar que não houve falha profissional

Por isso é fundamental contratar uma apólice de Responsabilidade Civil Profissional

Com o seguro ele também terá o reembolso de todos os gastos judiciais que teve para realizar a sua defesa e caso seja condenado, esse valor também será indenizado pela seguradora.

Corretor é condenado por erro em seguro de vida

O corretor de seguros foi procurado pela empresa para contratar um seguro de vida em grupo para os funcionários e sócios da empresa. Foi solicitada a contratação das seguintes coberturas: morte, invalidez total e parcial decorrentes de doença ou acidente. Essas coberturas eram para atender a Convenção Coletiva de Trabalho da categoria ao qual a empresa fazia parte.

Durante a vigência da apólice, o sócio sofreu um acidente durante o trabalho que o deixou inválido. Ao pedir a indenização para a seguradora, foi surpreendido com a informação que a apólice não tinha cobertura para invalidez.

Ele provou que nas apólices anteriores essa cobertura era regularmente contratada.

A cobertura deixou de constar na apólice quando foi renovada em outra seguradora.

O corretor foi processado e condenado a indenizar mais de R$100 mil referente ao capital da cobertura que deveria ter sido contratada.

Esse prejuízo poderia ter sido evitado se contratado o seguro de Responsabilidade Civil Profissional.

100 apólices de RCP Advogados em 100 dias

Sim é possível emitir 100 apólices do seguro responsabilidade civil profissional advogados em 100 dias. Claro que isso não é uma tarefa fácil (se fosse você nem precisaria participar desse desafio para conseguir), há uma técnica para atingir esse resultado. E é sobre ela que conversarei contigo na primeira aula do desafio.

A primeira aula é dedicada especialmente a advogados.

O Brasil é um dos países que possui o maior número de advogados do mundo: são mais de 1 milhão de profissionais e você precisa vender apenas para 100 deles em 100 dias para começar 2021 com um bela carteira de RC profissional.

Vou te dar 3 exemplos reais de condenações de advogados “comuns” que não possuem grandes companhias como clientes, não têm grandes salários e em tese, não teriam um risco que justificaria a contratação de um seguro de RC Profissional advogados.

Escolhi justamente esses exemplos para que você possa convencer qualquer advogado que ele não pode fechar um contrato sequer sem a proteção de uma apólice. Vou te ensinar a técnica de venda pelo risco e como realizar prospecções para atingir esse número.

É hoje, 100% online e 100% gratuito!

Clique aqui para se inscrever gratuitamente no desafio!

https://page.vendaseguro.com.br/desafio100em100

Diferença entre E&O e D&O

Quais são as diferenças entre o seguro D&O e o seguro E&O? Essa é uma das dúvidas mais comuns para aqueles que trabalham com os seguros de responsabilidade.

Primeiro é preciso entender o que é D&O. A sigla se refere ao termo em inglês “directors and officers”. Em português é chamado de RC Administradores e ampara os administradores, conselheiros bem como os demais gestores de uma empresa em virtude de reclamações por atos cometidos durante a gestão da empresa.

Essa apólice é contratada pela empresa, chamada de tomadora no seguro D&O, em benefício dos seus gestores. Isto é, a empresa não é segurada na apólice nas coberturas básicas do seguro.

Já o E&O cuja sigla se refere ao termo inglês “errors and omissions”. No Brasil o seguro é o RC Profissional, que tem por objetivo amparar o segurado pelos danos causados em virtude da falha profissional.

Ele pode ser contratado por empresas prestadoras de serviços (empresas de engenharia, hospitais, escritórios de advocacia, etc) para proteção da própria empresa, bem como por pessoas físicas – profissionais liberais – que atuam de forma independente e não querem colocar em risco seu patrimônio pessoal.

Portanto o objeto da apólice é diferente, o seguro D&O é para reclamações de atos de gestão e o seguro E&O é para reclamações de falhas profissionais. Parece simples, no entanto na prática pode ocorrer dúvidas de qual apólice ampararia determinada situação.

Nesse vídeo dou exemplos reais de situações que podem causar essa confusão e como solucionar essa questão.

Se você quiser entender mais sobre os seguros D&O e E&O: como vender, como contratar, ter modelos de apresentações, inúmeros exemplos de sinistros e estudos de casos, contrate agora pelo link: https://www.vendaseguro.com.br/

Curso de seguro RC Profissional para Advogado

Um dos profissionais liberais que mais contratam seguro de responsabilidade civil profissional são os advogados. Isso ocorre por alguns motivos.

Um deles é pelo acesso a informação das pessoas em geral. Hoje quando alguém perde uma ação e o advogado informa que o juiz não aceitou o pedido, ou o tribunal não “deu ganho de causa”, as pessoas nem sempre aceitam isso sem procurar a opinião de outro profissional. E mesmo que o advogado não tenha cometido nenhum erro, ele pode sofrer uma reclamação pelos “supostos prejuízos causados”.

Outra situação bem comum são as empresas para as quais eles prestam serviços jurídicos. Muitas delas estão começando a exigir esse tipo de apólice. Porque caso ocorra alguma falha que cause um dano a empresa, com a apólice ela tem a garantia que o advogado ou escritório de advocacia terá meios para indenizá-la.

Muitos procuram esse seguro porque sabem que uma condenação por falha profissional pode compromenter seu escritório, ou ainda, seu patrimônio pessoal. E que justamente por ser um profissional liberal ele deve se preocupar com seus bens e suas reservas, portanto uma apólice de RC Profissional é essencial para que exerça suas atividades com tranquilidade.

No Brasil existe mais de 1 milhão de advogados, e certamente nem 10% deles possui um seguro. Muitos gostariam de contar com essa proteção, mas não sabem onde procurar. O corretor deles conhece somente auto, vida, saúde e previdência, não sabem falar sobre RCP.

Se você é um desses corretores e quer aprender a vender seguro de responsabilidade civil profissional para advogado, esse curso vai te ensinar. Esse curso é totalmente online e dará todo suporte que você precica. Você terá acesso a aulas, modelo de apresentação, check list, modelo de pedido de cotação e emissão, guia passo a passo e inúmeros exemplos de sinistros reais.

Mesmo que você não saiba nada sobre o assunto, você será capaz de fazer uma boa visita já com a primeira aula que assistir “Como vender RC Profissional para advogado”.

É um curso prático, no qual eu resumo mais de 15 anos de experiência em aulas didáticas, com técnicas de sucesso para você vender e contratar do jeito certo.

Entrar nesse mercado e ter resultado só depende de você!

Comece agora: http://vendaseguro.com.br/